Rio de Janeiro / RJ - quarta-feira, 23 de julho de 2014

Preenchimento Cutâneo (Restylane®, Juvederm®, Perfecta®, Metacril®)

O preenchimento cutâneo é uma técnica utilizada para a correção de sulcos, rugas e cicatrizes. Consiste na injeção de substâncias sob a área a ser tratada elevando-a e diminuindo a sua profundidade, com conseqüente melhora do aspecto. A técnica, desenvolvida por dermatologistas, pode ser realizada no consultório, sendo um procedimento rápido e que não necessita nem mesmo de anestesia na maioria das vezes. Se desejado, podem ser utilizados anestésicos tópicos, sob a forma de cremes, aplicados 30 a 60 minutos antes do preenchimento, para atenuar a sensação da picada da agulha.

A técnica é mais utilizada para a correção do sulco nasogeniano (aquele que se acentua com o sorriso) ou os sulcos ao redor dos lábios. Algumas das substâncias mais usadas são o ácido hialurônico e o metacrilato.

Preenchedores

O ácido hialurônico (nome comercial: Restylane, Perlane, Juvederm, Perfecta) é atualmente considerado um dos produtos mais seguros para a realização do preenchimento cutâneo e, por isso, tem sido muito utilizado. Apesar de ser produzido em laboratório, o ácido hialurônico é um componente natural da derme, segunda camada da pele, não causa alergias e dispensa testes prévios. A duração do preenchimento varia de 6 a 12 meses, sendo necessária nova aplicação após este período. Muito utilizado para o preenchimento dos sulcos nasogenianos e para aumento dos lábios, o ácido hialurônico também apresenta uma forma mais fluida, para aplicação em rugas finas, como aquelas ao redor dos olhos ou dos lábios ("rugas dos fumantes").

Já o metacrilato é um preenchedor definitivo. Por não ser reabsorvido pelo organismo, seus resultados são duradouros e é mais utilizado para correção de sulcos profundos e para alteração do contorno corporal. A substância é aplicada mais profundamente e pode ser usada em maior volume. Alguns produtos comerciais necessitam de teste prévio por conterem pequena quantidade de colágeno em sua fórmula.

 Auto-enxertia

Uma variação desta técnica é o auto-enxerto de gordura, na qual retira-se gordura de uma área do corpo onde esteja em excesso (através de lipoaspiração) e injeta-se sob a ruga elevando-a.

Este procedimento é mais trabalhoso, exige anestesia e outros cuidados para a obtenção do material gorduroso a ser injetado. Ideal para aqueles que desejam livrar-se de gorduras extras em áreas localizadas e vão se submeter a uma lipoaspiração. A gordura retirada será então aproveitada para o preenchimento cutâneo. Uma parte da gordura injetada é reabsorvida, porém boa parte dela permanece definitivamente no local. A técnica tem sido chamada de lipoescultura.